Goiás tem a maior safra de toda sua história

Foi a maior safra de cana-de-açúcar registrada no Estado de Goiás: 10 milhões de toneladas, o que representa 11,8% a mais que em 2001/2002.

O presidente do Sindicato da Indústria de Fabricação de Álcool do Estado de Goiás (Sifaeg), Igor Montenegro Celestino Otto diz que o setor comemora números extremamente positivos, afinal a produção de açúcar cresceu 14,3%, chegando a 11 milhões de sacas de 50 quilos, das quais 3 milhões foram destinadas à exportação. A produção de álcool superou a marca dos 400 milhões de litros e o faturamento global das destilarias do Estado deve chegar aos R$ 522 milhões. O setor emprega cerca de 60 mil pessoas em Goiás, dos quais 15 mil postos de trabalho diretos e 45 mil indiretos.

O presidente do Sifaeg aponta outro ponto positivo que chama a atenção nesse balanço de fim de ano: esse desempenho da indústria sucroalcooleira representará, para os cofres públicos, um recolhimento de aproximadamente R$ 88 milhões em ICMS, além de outros R$ 23 milhões recolhidos para o PIS e a título de Cofins.

Além dos números que mostram a pujança do setor sucroalcooleiro em Goiás. Igor Montenegro destaca a importância das políticas de responsabilidade social das destilarias goianas nas áreas de educação, saúde e defesa da criança e do adolescente, o que já rendeu à oito delas o selo Empresa Amiga da Criança, conferido pela Associação Brasileira da Indústria de Brinquedos (Abrinq).

No aspecto comercial o presidente do Sifaeg ressalta a necessidade da abertura de novos mercados para manter o ritmo de crescimento do setor sucroalcooleiro nacional. Para tanto, segundo ele, no campo externo é preciso insistir na luta contra o protecionismo dos países ricos, que criam obstáculos às exportações brasileiras de açúcar, e internamente, pleitear o aumento da produção de veículos movidos a álcool.

X