Gigantes começam a divulgar projeções de moagem para a safra 17/18. Confira metas da Raízen e da Guarani

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Operação de plantio em área canavieira da Guarani (Foto: Ferdinando Ramos/Divulgação)

Raízen e Guarani são as primeiras gigantes em capacidade instalada a divulgar projeções de moagem de cana-de-açúcar para a safra 2017/18.

Controlada pela Cosan e pela Shell, a Raízen, com 24 unidades produtoras, deverá chegar a 63 milhões de toneladas de moagem na 17/18 em uma estimativa mais otimista divulgada pela companhia.

O montante estimado está até 2 milhões de toneladas acima da moagem da 16/17, virtualmente encerrada e estimada entre 59 e 61 milhões de toneladas.

Já a Guarani, da Tereos Internacional, deverá moer 20 milhões de toneladas de cana na 17/18 em suas sete unidades produtoras no país. O volume projetado é o mesmo da moagem do ciclo 16/17.

Capacidade

Junto com a Raízen e com a Guarani, lideram o ranking das seis gigantes em capacidade de moagem a Biosev, Odebrecht, São Martinho e Bunge.

Juntas, as seis gigantes têm capacidade instalada de 186,4 milhões de toneladas de cana, conforme levantamento da plataforma de dados Infocana, da Procana.

 

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.