Gerenciamento de variáveis reduziu perda de bagaço e fez usina economizar 600 mil reais

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Durante a safra 2017/18 um estudo realizado pelo engenheiro industrial da unidade Cruz Alta, do Grupo Tereos, Marco Antonio de Freitas, fez com que a unidade economizasse 600 mil reais diminuindo em 27% sua perda de bagaço.

Leia mais: 5 especificações históricas que devem ser considerados para produzir açúcar com qualidade

O engenheiro apresentará os detalhes durante sua palestra no 7o Curso de Recepção, Preparo e Extração que acontece no dia 29 de novembro, no Centro de Eventos Zanini em Sertãozinho (SP).

Leia mais: Modificações na recepção reduzem 40% das impurezas minerais e possibilita usina produzir açúcar branco

A base de sua apresentação é um estudo PDCA que redundou na perda do bagaço. A partir do estudo foi possível avaliar variáveis gerenciáveis, como: temperatura, fator moagem, fato embebição. “Quando se tem uma cana mais rica a tendência é que se perca mais, porém essa é uma variável ingerenciável. Nesse caso vale a máxima: cana boa é cana moída”, explica Freitas.

Leia mais: Quais os efeitos da otimização energética para implantação de uma fábrica de açúcar

Segundo ele, das variáveis que foram possíveis gerenciar foi feito um Gráfico de Pareto onde se pode observar os principais impactos na perda do bagaço e definir um plano de ação para diminuir a perda, gerenciando as variáveis de processo: temperatura, embebição, impureza vegetal e etc.

Leia mais: Engenheiro revela detalhes do processo de clarificação de açúcar por carbonatação

Os detalhes desse estudo poderão ser conferidos na palestra A interferência das variáveis de processo na extração com difusores.

Para conferir a programação completa do curso clique aqui.

Mais informações 
Telefone: (16) 3512-4300
Whatsapp: (16) 99119-5368
E-mail: thais@procana.com.br

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.