Geração de energia por biomassa cresce 21%. Mas avanço da solar é de 110%

O emprego do bagaço para fazer bioeletricidade cresce com o começo da safra
O emprego do bagaço para fazer bioeletricidade cresce com o começo da safra

As usinas termelétricas (UTEs) cresceram em 21% a oferta de energia elétrica de biomassa na primeira semana de março, na comparação com o mesmo período de 2015.

Leia mais: Indicador de venda da energia da cana no spot volta a recuar

Conforme a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), as usinas de cana-de-açúcar, que integram a geração por biomassa, ajudaram a oferecer uma geração média de 665 megawatts-médios (MWm) nos primeiros oito dias deste mês de março. No mesmo período de 2015, essa geração média foi de 550 MWm.

Leia mais: Preço de venda da energia da cana no spot cresce após 6 semanas

A alta na geração de energia elétrica de biomassa, no entanto, é bem inferior ao aumento registrado pelas térmicas fotovoltaicas/solares. Essas registraram alta de 110% nos primeiros oito dias desse mês, na comparação com igual período de 2015.

O grande avanço, porém, não é traduzido em MWm, uma vez que a fonte fotovoltaica/solar é recente. Respectivamente, essa fonte respondeu por uma oferta média de 3 MWm nos primeiros oito dias desses mês, contra 3 MWm no mesmo período do ano passado.

X