General Motors terá 38 modelos de carros flex no mundo

A General Motors Corp., a maior montadora do mundo, pretende oferecer 38 modelos flex no ano que vem, uma vez que a alta dos preços do petróleo e as preocupações com o meio ambiente estimula a demanda por combustíveis alternativos.

A montadora pretende produzir automóveis flex no mundo inteiro, disse Candace S. Wheeler, pesquisador convidado da GM, em Pequim. O sistema flex permite o uso de uma mistura de etanol ou metanol e gasolina comum em qualquer proporção.

As montadoras aumentaram os investimentos no desenvolvimento de combustíveis alternativos diante do fato de os preços do petróleo terem duplicado nos últimos dois anos, ao mesmo tempo em que os governos tomaram medidas mais rígidas para reduzir as emissões de gases poluentes decorrentes do trânsito. O crescimento da economia e da população tende, além disso, a levar a propriedade mundial de veículos a crescer 22%, para cerca de 1 bilhão de unidades até 2020, segundo a GM.

“A demanda por energia para o transporte tende apenas a subir”, disse Andreas Lippert, diretor mundial de combustíveis da GM. A demanda total mundial por combustíveis deverá saltar 70% de 2004 a 2030, acrescentou.

A produção de automóveis flex na China vai começar assim que houver um abastecimento adequado de etanol, disse David S. Chen, vice-presidente do Grupo China da GM.

A produção de etanol à base de grãos pela China quintuplicou para 500 milhões de toneladas de 2004 a 2008, disse Wes Bolsen, diretor de marketing da Coskata Inc., uma das sócias da GM no desenvolvimento de biocombustíveis. Mesmo assim, a sólida demanda por alimentos vai restringir o crescimento futuro na China, o segundo maior consumidor de combustíveis do mundo, acrescentou ele.

Os automóveis respondem por cerca de 50% do consumo de petróleo na China, o maior mercado de veículos do mundo depois dos Estados Unidos.

A GM, sediada em Detroit, já montou 5 milhões de veículos flex no mundo inteiro, entre os quais 3 milhões para o mercado dos Estados Unidos, disse a montadora. Metade de sua produção total de automóveis será flex até 2012, segundo a empresa.

X