Gasolina caiu 3,37%

Segundo pesquisa da Agência Nacional do Petróleo (ANP), a queda do preço médio da gasolina cobrado no País foi de 3,37%, após a redução nas refinarias. Esta semana, o litro da gasolina foi vendido a um preço médio de R$ 2,118, ante os R$ 2,192 cobrados antes da redução promovida pela estatal. Em São Paulo, a queda foi um pouco maior, de 3,61%. De acordo com a ANP, o preço médio de venda da gasolina no estado foi de R$ 2,024 por litro esta semana. Na semana anterior ao aumento, os postos de São Paulo cobravam R$ 2,1 pelo litro do combustível.

O governo esperava uma queda de cerca de 5%, em média, no preço da gasolina após o anúncio da redução do valor cobrado pelas refinarias. Representantes da revenda, porém, disseram na época que havia a necessidade de redução no preço do álcool e nas alíquotas do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para que a projeção do governo fosse concretizada.

Gasolina caiu 3,37%

Segundo pesquisa da Agência Nacional do Petróleo (ANP), a queda do preço médio da gasolina cobrado no País foi de 3,37%, após a redução nas refinarias. Esta semana, o litro da gasolina foi vendido a um preço médio de R$ 2,118, ante os R$ 2,192 cobrados antes da redução promovida pela estatal. Em São Paulo, a queda foi um pouco maior, de 3,61%. De acordo com a ANP, o preço médio de venda da gasolina no estado foi de R$ 2,024 por litro esta semana. Na semana anterior ao aumento, os postos de São Paulo cobravam R$ 2,1 pelo litro do combustível.

O governo esperava uma queda de cerca de 5%, em média, no preço da gasolina após o anúncio da redução do valor cobrado pelas refinarias. Representantes da revenda, porém, disseram na época que havia a necessidade de redução no preço do álcool e nas alíquotas do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para que a projeção do governo fosse concretizada.

X