Garotinho discute seu plano de governo na Unica e critica governo

Em visita à União da Agroindústria Canavieira do Estado de São Paulo, ontem, dia 30 de julho, o candidato à presidência pelo PSB, Anthony Garotinho, disse que não vai renunciar. “Sou o candidato com maior possibilidade de crescimento nas intenções de voto”, afirmou. Segundo ele, 38% do eleitorado não o conhece ainda, o que favorece a sua candidatura e dá maior margem para que ele cresça nas pesquisas de intenção de votos.

Garotinho voltou a criticar a situação atual do país e afirmou que não há solução econômica no curto prazo. Disse ainda que o FMI tem prejudicado o Brasil e sugeriu a reformulação da política industrial e a redução das taxas de juros.

Para o setor sucroalcooleiro, as sugestões esbarram na reativação do Proálcool e no incentivo à exportação. Para o candidato, é preciso selecionar as áreas em que a relação custo/benefício do investimento em inovação tecnológica é mais favorável e os resultados podem ser alcançados com maior rapidez. Um dos exemplos seria o incentivo à Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária). O Proálcool, segundo seu plano de governo, revelou-se amplamente viável em termos técnicos, mas precisa de incentivos para ser bem-sucedido.

X