FMI deve rebaixar perspectivas de crescimento da América Latina

O diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional, o alemão Horst Köhler, disse hoje em Frankfurt que as perspectivas de crescimento para a América Latina deverão ser revisadas para baixo. Afirmou ainda que a atual crise brasileira é um “problema político”, e não econômico.Köhler afirmou que a recuperação da economia mundial está “bem encaminhada” e deverá se acelerar no segundo semestre. O diretor previu que os EUA e a União Européia deverão crescer neste ano mais do que o estimado anteriormente.Quem está indo contra a corrente é mesmo a América Latina. Com o aprofundamento da crise argentina e o contágio de outros países da região, o Fundo já reconhece que as estimativas de expansão na economia dos países da região não será atingida.Em relação ao Brasil, o diretor do Fundo afirmou que os fundamentos econômicos não justificam a turbulência financeira. A explicação para a insegurança seria a eleição de outubro. “Os mercados e os analistas sofrem de um ataque histérico”, afirmou. (Folha de SP)

X