Fim da queima no canavial beneficia cigarrinha

Cientistas de três grandes institutos de pesquisas de São Paulo estão debruçados sobre um insetozinho de apenas 1 centímetro, dotado de asas e bico sugador que se transformou na principal ameaça à cultura da cana-de-açúcar, a maior e mais importante atividade agrícola do Estado. A cana ocupa 2,7 milhões de hectares e produz anualmente 148 milhões de toneladas de matéria-prima, gerando 9,6 milhões de toneladas de açúcar e 6,4 milhões de metros cúbicos de álcool. É o principal produto na pauta de exportações do agronegócio paulista. (O Estado de SP)

Fim da queima no canavial beneficia cigarrinha

Cientistas de três grandes institutos de pesquisas de São Paulo estão debruçados sobre um ‘insetozinho’ de apenas 1 centímetro, dotado de asas e bico sugador que se transformou na principal ameaça à cultura da cana-de-açúcar, a maior e mais importante atividade agrícola do Estado. A cana ocupa 2,7 milhões de hectares e produz anualmente 148 milhões de toneladas de matéria-prima, gerando 9,6 milhões de toneladas de açúcar e 6,4 milhões de metros cúbicos de álcool. É o principal produto na pauta de exportações do agronegócio paulista. (O Estado de SP)

X