Feira apresenta veículos movidos a hidrogênio

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Você está andando em seu carro e percebe que uma luz está acesa no painel, indicando que o nível de combustível está baixo.

Então você resolve passar em um posto para abastecer. “O que vai ser, doutor?”, pergunta o frentista. “Completa o tanque com hidrogênio”, é asua resposta.

Hidrogênio? Sim. Nos tempos atuais, com a comprovação científica de que a queima de combustíveis fósseis, como o petróleo, está desequilibrando o clima de todo o planeta, o hidrogênio desponta como uma das melhores alternativas à gasolina e ao diesel para ser usado em carros e ônibus.

E é esse o principal mote da quinta edição da H2Expo (www.h2expo.com), que começa nessa quarta-feira na cidade de Hamburgo, na Alemanha. O evento é um espaço para discussões sobre o uso de hidrogênio como fonte de energia.

“É um espaço comercial para fabricantes, bancos e seguradoras, e uma plataforma de discussões para políticos, associações e pesquisadores, que mostram suas descobertas e trocam experiências”, disse o organizador do evento, o alemão Peter Bergleiter, em entrevista ao Link.

POSSANTES ECOLÓGICOS

Mas, afinal, quando esses carros vão substituir a atual frota a gasolina? “Pode demorar alguns anos para que eu e você compremos um deles. Entretanto, hoje já temos vários carros em teste pelas montadoras”, explica Bergleiter.

Atualmente, DaimlerCrysler, BMW, Ford e Mercedes- Benz já estão com seus protótipos nas ruas. Neste ano, a General Motors da Europa colocou um modelo Zafira nas estradas.

O carro atravessou 14 países em 38 dias. O objetivo do teste foi provar que um carro movido a hidrogênio é capaz de percorrer longas distâncias.

Já a Honda foi além. No mês passado, a montadora vendeu o seu carro FCX a o primeiro consumidor privado. Quemagora anda com a família em um automóvel totalmente movido a hidrogênio é Jon Spallino, da Califórnia, EUA.

A Honda já anunciou que, no ano que vem, o FCX chega às concessionárias norte-americanas.

Contudo, estudos apontam que, nos EUA, a popularização total do hidrogênio só ocorrerá em 2038. Segundo a Academia Nacional de Engenharia, a partir dessa data, todos os carros produzidos no país serão capazes de utilizar o combustível.

A H2Expo vai mostrar vários protótipos de automóveis que usam o hidrogênio para funcionar.

Como o Fortis Saxonia, um veículo para um único passageiro, desenvolvido por uma universidade da cidade de Chemnitz.

Segundo Bergleiter, o carrinho é capaz de rodar 100 quilômetros com um copo de hidrogênio.

Outro protótipo que será mostrado é o carro alemão Formula Zero, que consegue atingir a velocidade de 100 Km/h. Os visitantes da feira poderão pegar no volante desses automóveis e fazer um test drive em um circuito montado especialmente no espaço do evento.

ECONOMIA E ECOLOGIA

Além das vantagens econômicas garantidas pelo fato de o hidrogênio ser muito mais barato do que o petróleo, o principal benefício dos veículos movidos a hidrogênio é a proteção ao meio ambiente. Seus motores não expelem fumaça: o material que não é consumido, quando entra em contato com o ar, vira água.

“A poluição que o hidrogênio emiteéinferiora1%doscombustíveis tradicionais”, diz o professor do Instituto de Química da USP de São Carlos Edson Antônio Ticianelli.

“Nós temos que passar a usar recursos renováveis. Entretanto, o objetivo não é só Ter um ambiente mais limpo, mas também produzir um combustível mais barato do que o existente hoje.

Assim, todo mundo poderá tirar proveito dele e, ao mesmo tempo, conseguirá preservar o meio ambiente”, insiste o alemão Bergleiter.

Um dos casos concretos que serão apresentados na feira é o projeto CUTE (Clean Urban Transport for Europe, ou Transporte Urbano Limpo para a Europa, em português). No programa, que começou em 2003,aempresapúblicadecoletivos da cidade de Hamburgo, a HHA, passou a contar com uma frota de três ônibus movidos a hidrogênio, fabricados pela Daimler Chrysler.

“O projeto, que termina neste ano, foi um sucesso. Nós tivemos uma boa resposta do público”, diz Bergleiter. “No Aeroporto de Munique, também existem três ônibus desse tipo em funcionamento.

Como a experiência está tendo resultados satisfatórios, provavelmente o número de veículos deve aumentar.”

Para saber como funcionam esses coletivos, os visitantes da H2Expo poderão fazer um passeio a bordo dos veículos pelo bairro de Hummelsbüttel, na cidade de Hamburgo.

HIDROGÊNIO NO COMPUTADOR

Outro tema que será discutido na H2Expo é o uso de baterias movidas a hidrogênio em aparelhos portáteis como notebooks, celulares, walkmen digitais e videogames.

“Mas isso está ainda muito no começo. As baterias movidas a hidrogênio são muito grandes hoje, embora possuam vida útil maiores e jammais sustentáveis ecologicamente”, explica o organizador Bergleiter.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.