Fecombustíveis culpa governos

Para defender o setor das declarações do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a Federação Nacional do Comércio Varejista de Combustíveis e Lubrificantes (Fecombustíveis) culpou os governos estaduais e federal pela tímida queda no preço da gasolina. “Os mais malandros são os governos estaduais e o próprio governo federal, porque os impostos correspondem a mais de 50% do preço da gasolina”, disse o vice-presidente da entidade, Aldo Guarda.

De acordo com ele, os preços não teriam como reduzir mais de 5% nas bombas porque metade deste valor refere-se a imposto, que não foi reduzido. Guarda disse que a maioria dos estados só promoveu mudanças na tabela de recolhimento do ICMS no dia 15, duas semanas após a redução do preço nas refinarias.

Fecombustíveis culpa governos

Para defender o setor das declarações do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a Federação Nacional do Comércio Varejista de Combustíveis e Lubrificantes (Fecombustíveis) culpou os governos estaduais e federal pela tímida queda no preço da gasolina. “Os mais malandros são os governos estaduais e o próprio governo federal, porque os impostos correspondem a mais de 50% do preço da gasolina”, disse o vice-presidente da entidade, Aldo Guarda.

De acordo com ele, os preços não teriam como reduzir mais de 5% nas bombas porque metade deste valor refere-se a imposto, que não foi reduzido. Guarda disse que a maioria dos estados só promoveu mudanças na tabela de recolhimento do ICMS no dia 15, duas semanas após a redução do preço nas refinarias.

X