Fazu participa da V Feira de Agroindústria de Minas Gerais

A Fazu (Faculdades Associadas de Uberaba) participará da V Feira de Agroindústria Familiar e Empreendedorismo Rural de Minas Gerais, que será realizada no Parque Fernando Costa, dias 14, 15 e 16 de novembro, para mostrar a importância das análises de laboratório para produtores, empresários e consumidores.

A instituição conta com vinte laboratórios que atendem aos cursos das áreas de ciências agrárias e humanas. Os laboratórios de análises de Solo, Bromatologia, Água e Alimentos também prestam serviços para toda a região e até mesmo para outros estados.

A análise de solo é considerada uma valiosa ferramenta nas mãos do produtor rural. Por meio dela é possível proceder a uma segura correção de acidez de um solo ou reposição de nutrientes (adubação).

Com o apoio técnico adequado o produtor pode obter mais ganhos na produção.

Há mais de duas décadas o laboratório de Solos da Fazu auxilia o setor agropecuário com seus serviços. As análises seguem os rigorosos métodos de controle de qualidade do Programa Interlaboratorial de Controle da Qualidade da Análise de Solo do Estado de Minas Gerais (Profert).

Já o laboratório de Análises Microbiológicas para Água e Alimentos, instalado no Campus da Fazu, além de cumprir sua função didático-pedagógica, disponibiliza ao mercado da região uma ferramenta importante para o controle dos produtos a serem ingeridos.

O laboratório atua tanto no controle de qualidade dos produtos do Núcleo de Excelência em Engenharia de Alimentos da Fazu (NEEA), quanto na prestação de serviços a empresas privadas no controle de qualidade das mercadorias a serem disponibilizadas nas prateleiras dos supermercados.

O laboratório de Bromatologia (Nutrição Animal) tem por finalidade analisar os alimentos constituintes de uma dieta animal como volumosos, concentrados (rações), resíduos, palhas, silagens, etc..

Produtores e técnicos da área devem atentar para a importância da análise bromatológica, pois, devido às diversidades climáticas peculiares a cada região, as forrageiras sofrem mudanças e respondem ao produtor de forma negativa, refletindo numa baixa reposição de nutrientes aos animais. Com isso, pode ocorrer queda no ganho de peso, que implicará em menores lucros.

De acordo com a diretora geral da Fazu, Dionir Dias de Oliveira Andrade, para incrementar ainda mais a parceria da Fazu com a V Feira de Agroindústria, a instituição incentivou a participação de oito alunas do curso de Secretariado Executivo Bilíngüe nas atividades de organização e recepção dos participantes e autoridades do evento. “A Faculdade ainda estará divulgando seu vestibular”, comenta.

A Feira é uma realização da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais (Emater – MG), da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), do Grêmio Recreativo dos Servidores da Emater-MG (Gremater) e do Governo de Minas Gerais. Seu principal objetivo é compartilhar informações atuais e promover produtos de qualidade da agroindústria familiar.

Dentro da programação do evento haverá palestras, rodada de negócios, a III Olimpíada Mineira de Artesanato Rural, exposição de equipamentos e máquinas, além dos mais variados produtos da agroindústria artesanal de alimentos.

X