“Fast-track” para Bush relança debate sobre Alca

O presidente dos EUA, George W. Bush, deve obter esta semana do Congresso a plena autoridade para negociar acordos comerciais. Isso vai relançar na agenda continental o debate sobre a Alca (Área de Livre Comércio das Américas) e colocará na defensiva governos e setores econômicos que apostavam no adiamento da negociação por culpa da indefinição nos EUA. Além disso, a medida é uma importante vitória política para Bush, num momento em que o presidente e o país se encontram em dificuldade. A versão da TPA (sigla em inglês para autoridade de promoção comercial, o antigo “fast-track”) aprovada na madrugada de sábado pela Câmara dos EUA, dá ao presidente Bush instrumentos efetivos para levar adiante sua plataforma de abertura comercial, que vinha tendo sua credibilidade abalada por medidas protecionistas motivadas por questões da política interna.A votação no Senado, que entra em recesso na sexta, pode ocorrer ainda nesta semana -talvez hoje-, mas, mesmo que os senadores só apreciem o assunto após o recesso de agosto, a aprovação deve acontecer antes das eleições parlamentares de novembro. O acordo só foi possível depois de intensa pressão da Casa Branca, inclusive com uma rara visita pessoal de Bush aos parlamentares, na sexta. Para o governo, a aprovação da emenda é essencial para dar um sinal econômico positivo em tempos de crise. (Valor Econômico)

X