Exportadoras ganham com dólar caro

As ações de empresas exportadoras foram na contramão do mercado acionário paulista no primeiro semestre do ano. Os papéis dos setores de mineração, metalurgia e papel e celulose lideraram as altas no semestre na Bovespa, enquanto telecomunicações e energia elétrica amargaram as maiores perdas.

Na avaliação de analistas, a recente escalada do dólar aumentou o apetite dos investidores pelos papéis de empresas exportadoras. Enquanto a Bovespa desabou 18% no primeiro semestre, as ações do setor de mineração dispararam 41%. As de papel e celulose subiram 22,7%, e as de metalurgia, 15%.

“As exportadoras se tornaram atrativas pelas projeções de maiores lucros após a alta da moeda norte-americana. Já as teles desabaram por, dentre outros motivos, terem grandes dívidas em dólares”, diz o diretor de renda variável do Bank Boston Asset Management, Júlio Ziegelmann.

As ações preferenciais da Belgo Mineira tiveram valorização de 60% no primeiro semestre. O papel PNB da Aracruz subiu 45% no período. Na outra ponta, o recorde de queda no período ficou nas mãos de empresas de telecomunicações. O setor recuou 17,6% no semestre. (Folha de SP)

X