Exigências na Califórnia preocupam as montadoras

O governador da Califórnia, Gray Davis, assinou um decreto, em 22/07, para apressar a redução das emissões de gases pelos automóveis, causadores do efeito estufa. O objetivo é antecipar para os modelos a serem lançados em 2008 restrição esperada para o final da década. Mas o que mais preocupa os fabricantes, hoje, é uma das iniciativas daquele Estado na área de poluição atmosférica – um mandato emitido há mais de uma década para a produção de veículos com emissão zero, que em breve poderá obrigá-los a vender anualmente mais de 100 mil carros elétricos e outros veículos movidos a combustíveis mais limpos no mesmo Estado. A lei exige que a partir de 2003, 10% do total das vendas das grandes fabricantes de automóveis sejam de veículos com baixíssimo nível de emissão e pelo menos 2% de veículos sem nenhuma emissão. Apesar de as montadoras terem conseguido o adiamento por meio de uma liminar, estados norte-americanos como Nova York e Massachusetts planejam versões dessas leis, o que significa que poderá afetar quase 20% do mercado automobilístico dos Estados Unidos. (Unica)

X