Evolução do setor é relatada em estudo

2003-09-29 Cultivo Cana Usina Santo Angelo (3)

O Ceper/Fundace divulga nesta quinta-feira (11/12) o Boletim Sucroalcooleiro que analisa dados do Departamento da Cana-de-Açúcar e Agroenergia do Ministério da Agricultura divulgados na primeira quinzena de novembro bem como a estimativa da União da Agroindústria Canavieira (Unica) para a safra 2014/2015. O boletim apresenta dados sobre a produção nacional de cana-de-açúcar, açúcar e etanol até 1º de novembro deste ano e mostra a evolução da produção e da produtividade da cana-de-açúcar por região produtora, indicando crescimento de produção nas regiões Centro-Sul e Centro-Oeste e redução da produção no Nordeste. Com relação à produtividade, o boletim mostra estagnação das regiões em geral.

O estudo traz a área total de cana-de-açúcar disponível para colheita na região Centro-Sul e também segmentada por oito estados que a compõem e aponta que desde a safra 2009/2010 a área disponível no estado de São Paulo segue estagnada enquanto que na região Centro-Sul houve desaceleração na área plantada.

Os dados mostram também a redução da participação de São Paulo na área total disponível para colheita na região Centro-Sul. A queda na participação paulista foi de 10 pontos percentuais, indo de 70% em 2003/2004 para 60% na safra 2013/2014. Segundo o boletim, os estados de Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso de Sul e Paraná foram responsáveis pelo crescimento da área disponível de cana-de-açúcar nas últimas safras na região Centro-Sul.

O boletim aponta ainda a evolução da área disponível para colheita de cana-de-açúcar nas diversas Regiões Administrativas do estado de São Paulo. O estudo mostra dinâmicas distintas em cada região como crescimento intenso de área em São José do Rio Preto, crescimentos menores em Bauru e Presidente Prudente e reduções em Ribeirão Preto, Franca e Campinas, por exemplo.

O estudo traz a evolução dos preços do etanol no mercado spot (entre usinas e distribuidoras) a partir do final de 2011, mostrando estabilidade no período, após leve redução no final de 2011. Dentro do mesmo período foi o açúcar que sofreu queda, decorrente de um cenário internacional ainda fraco. As exportações do setor também mostraram queda, tanto para o etanol quanto para o açúcar. Os pesquisadores concluem que “a retração da demanda externa tem sido um elemento crucial na crise apresentada pelo setor, além da fraca demanda interna e da política de controle do preço da gasolina.”

Para fazer download do boletim completo acesse: http://bit.ly/cepersucro

Confira os principais números:

tabela 1

tabela 22

tabela 3

X