Europa muda política agrícola sobre subsídio

Os ministros da agricultura da União Européia (UE) aprovaram na última quinta-feira uma reforma substancial da Política Agrícola Comum (PAC) que promete reduzir de forma expressiva a concessão anual de subsídios ao setor que chegam à cifra de 45 bilhões de euros.

Entre as principais modificações previstas na reforma estão: desvincular o recebimento da ajuda governamental dos altos volumes de produção exigidos anteriormente; concessão de pagamentos únicos por fazenda’ respeitando normas ambientais, de segurança alimentar e bem-estar animal e, ainda, a introdução de um orçamento agrícola fixo entre 2006 e 2013.

Entre os produtos que terão cortes nos subsídios estão derivados de proteína animal como carne bovina, manteiga e leite, além de cereais.

Vale lembrar que produtos de interesse do Brasil, como açúcar, tabaco e algodão ficaram de fora da reforma da PAC.

Mesmo assim, o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Roberto Rodrigues, comemorou a mudança. Ele, no entanto, ressalvou que é preciso analisar os impactos mais a fundo uma vez que a concessão européia poderá implicar, futuramente, em uma cobrança para que outros países, incluindo o Brasil, realizem mudanças em suas políticas agrícolas.

X