EUA exportam biodiesel para UE através do Canadá, diz conselho

Os produtores de biodiesel dos Estados Unidos estão exportando o combustível para a União Europeia (UE) através de outros países, como o Canadá, segundo o Conselho Europeu de Biodiesel. Com essa manobra, eles contornam as tarifas impostas pela UE este ano sobre o biodiesel norte-americano.

“O conselho, cujos membros produzem 80% desse combustível da região, tem planos de apresentar uma queixa à UE”, disse Amandine Lacourt, diretora de projeto da organização. “Queremos garantir que as medidas que estão atualmente em vigor não sejam minadas”, acrescentou Lacourt.

A UE impôs tarifas por cinco anos sobre o biodiesel dos Estados Unidos para ajudar os produtores europeus a contrabalançar os subsídios norte-americanos. Cerca de 10.000 toneladas de biodiesel por mês estão chegando à Europa procedentes do Canadá, segundo Lacourt. “O Canadá não exportava nada de combustível antes de as tarifas serem impostas”, afirma.

“Se fecharem a rota canadense, eles vão trazer [o biodiesel] através de outro [país]”, disse Robert Outram, diretor de programa para transporte de substâncias químicas da consultoria Frost and Sullivan Inc., por telefone. “O grosso do biodiesel dos EUA é exportado”, disse.

A Comissão Europeia vai investigar se existem indícios suficientes para levar a crer que está havendo esse tipo de fraude, disse um integrante da comissão por telefone, sem se identificar, devido à política da UE.

Em outubro, o conselho manifestou preocupação com a possibilidade de que os produtores estivessem exportando para a Europa uma nova mistura não coberta pelas tarifas.

Argentina

Em outro desdobramento, o Conselho Europeu de Biodiesel deverá estudar o que fazer para deter as crescentes importações de biodiesel procedentes da Argentina, que, segundo o grupo de pressão, sediado em Bruxelas, usa o sistema fiscal para apoiar as exportações.

A Argentina embarcou 800.000 toneladas de biodiesel para a UE entre janeiro e novembro, em comparação com 70.000 toneladas no mesmo período de 2008, segundo Lacourt. “Estamos estudando todas as possíveis opções legais, com o objetivo de agir se considerarmos que isso se justifica”, escreveu.

“O biodiesel feito a partir da soja é taxado em menos de 15% na Argentina, enquanto o óleo de soja paga 32%”, disse Lacourt. As exportações de biodiesel pagam 20% de imposto na Argentina, informou a Câmara Argentina de Biocombustíveis (Carbio) em documento.

X