EUA acenam para redução ou extinção de tarifa sobre o etanol brasileiro

O secretário do Comércio dos EUA, Carlos Gutierrez, já acena com a possibilidade de o governo americano vir a extinguir ou reduzir a tarifa (de US$ 0,54 por galão) imposta às importações de etanol do Brasil.

Como mostra reportagem do correspondente do Globo, José Meirelles Passos, é a primeira vez que a Casa Branca sinaliza nesse sentido. No entanto, cabe ao Congresso americano tomar essa decisão. E como tal desejo surge às vésperas das eleições, a perspectiva é a de que o assunto só entrará em pauta no início do próximo ano.

Gutierrez, que desembarca na próxima quinta-feira, no Rio, deixou claro que o governo percebeu, agora, que manter a tarifa é um dano para os próprios americanos.

Na sexta-feira Gutierrez estará em São Paulo para participar do Diálogo Ministerial EUA-Brasil e da terceira reunião do Fórum de CEOs EUA-Brasil. Ele estará acompanhado de Dan Price, assistente do presidente George W. Bush para assuntos econômicos internacionais. Segundo ele, empresários e autoridades de ambos os países discutirão quatro temas essenciais em São Paulo: a rodada de Doha; um tratado tributário bilateral; a participação de empresas americanas em projetos de infraestrutura no Brasil; e maior flexibilidade na concessão de vistos para brasileiros viajarem aos Estados Unidos, além de um aumento de 50% no número de vôos entre ambos os países.

X