ETH adquire aquecedores de caldo

A ETH Bioenergia, Unidade Rio Claro, de Caçu (GO), recebeu este mês, oito aquecedores de caldo convencional, modelo vertical, da Brumazi. A Unidade Rio Claro, implantada em 2009, tem capacidade máxima de moagem de 3 milhões de toneladas, com produção totalmente voltada para o etanol. “Este negócio que fechamos com a ETH Bioenergia confirma nosso compromisso com o setor sucroenergético e abre portas para futuras negociações, já que o grupo possui seis unidades espalhadas pelos Estados de São Paulo, Goiás e Mato Grosso do Sul e também na região do Araguaia”, reforça Paulo Saraiva, supervisor comercial da Brumazi.

Este equipamento é formado por um conjunto de tubos por onde o caldo passa, enquanto o vapor, vindo das turbinas, percorre o lado externo do tubo. As câmaras dos aquecedores obrigam o caldo a passar de cima para baixo e de baixo para cima, garantindo maior rendimento e aproveitamento do vapor nesta troca térmica.

Saraiva explica que a eficiência do aquecimento é função da transferência de calor entre o vapor na superfície externa do feixe tubular e o caldo que passa internamente. “Buscando atender a necessidade de nosso cliente, todo o processo de desenvolvimento e fabricação destes equipamentos foram possíveis em apenas 60 dias, comprovando a agilidade da Brumazi”, salienta.

No processo, o caldo é aquecido para completar as reações dos componentes com os produtos químicos utilizados no sistema de purificação, desidratar os colóides para proporcionar sua precipitação pelo efeito de coagulação das partículas, eliminar microorganismos pela esterilização, flocular as impurezas insolúveis, remover os gases, diminuir a viscosidade, entre outras aplicações.

X