Etanol volta a ter leve vantagem sobre gasolina em SP

Abastecer com etanol em vez de gasolina voltou a ser vantajoso em São Paulo, embora por uma margem mínima. O etanol também segue competitivo em relação à gasolina em Mato Grosso e Goiás; em Pernambuco e Tocantins é praticamente indiferente a utilização de etanol ou gasolina, de acordo com dados desta semana da Agência Nacional do Petróleo (ANP), compilados pela Agência Estado. Nos demais 21 Estados e no Distrito Federal, a gasolina é mais competitiva.

No Estado de São Paulo, que concentra quase 60% do consumo de etanol no País, o preço médio da gasolina está em R$ 2,491 por litro, o que torna o etanol hidratado competitivo na região até R$ 1,7437 por litro. Na média da ANP, o preço em São Paulo ficou em R$ 1,74 por litro, 0,21% abaixo do ponto de equilíbrio entre gasolina e etanol. Na semana, os preços do etanol subiram 0,5% nos postos no Estado de São Paulo.

A vantagem do etanol é calculada considerando que o p oder calorífico do motor a álcool é de 70% do poder nos motores à gasolina. Quando a relação aponta um porcentual entre 69,5% e 70,5%, é considerado indiferente a utilização de etanol ou de gasolina no tanque de combustível.

Segundo o levantamento, em São Paulo o preço do etanol representa 69,85% do da gasolina. Em Goiás, a relação é de 69,90% e em Mato Grosso, de 68,35%. A gasolina está mais vantajosa principalmente no Rio Grande do Sul (etanol chega a 82,92% do valor da gasolina) e em Roraima (82,42%).

X