Etanol perde competitividade em relação à gasolina

Levantamento feito pela ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) mostra que entre os dias 8 e 14 de novembro o álcool hidratado permanecia mais vantajoso que a gasolina em seis Estados – Goiás, Mato Grosso, Paraná, Pernambuco, São Paulo e Tocantins. Em outros três (Alagoas, Mato Grosso do Sul e Rondônia), os preços atingem exatamente o limite de 70%. Nos outros Estados e no Distrito Federal a relação ultrapassou 70%.

Em São Paulo, um dos Estados mais competitivos do país, o litro do etanol hidratado correspondia, em média, a 64% do preço do litro da gasolina.

No dia 13, o litro do hidratado vendido pelas usinas às distribuidoras atingiu R$ 0,9253 (sem impostos), segundo o Cepea/USP, com alta acumulada de 64% nesta safra. Nas bombas, o preço médio do litro do hidratado no país está em R$ 1,679, alta de 14% no acumulado da safra. Em São Paulo, a valorização na safra é de 22%, com cotação média de R$ 1,549 em novembro.

X