Etanol de milho: conheça 4 novidades sobre o combustível

O etanol de milho surgiu nos últimos anos como uma das principais alternativas para incremento na produção de etanol derivado da cana-de-açúcar nas unidades produtoras do setor sucroenergético brasileiro, principalmente em unidades localizadas no Estado do Mato Grosso. Veja a seguir quatro novidades sobre a produção do combustível:

1

Fiagril confirma operação de usina de etanol de milho em 2017

Em relatório de demonstrações financeiras de 2016 e de 2015, divulgado dia 18/1, a diretoria da Fiagril Participações S. A. informa que a planta produtora de etanol de milho e de sorgo F&S Agrisolution, localizada no município de Lucas do Rio Verde (MT), deverá entrar em operação em julho próximo.

A unidade produtora resulta de contrato de joint venture entre a Fiagril Participações e a americana Summit Brazil Renewables Participações I, Ltda.

Segundo a diretoria da Fiagril, a Fiagril Indústria de Biocombustíveis Ltda. está em fase pré-operacional, constituída em 2 de abril de 2014 e estabelecida no município de Lucas do Rio Verde.

2

Americana reafirma interesse de ter planta de etanol de milho no Brasil

A americana ICM INC. reafirma seu interesse em implantar planta de etanol de milho no estado do Mato Grosso. Em dezembro de 2016, representantes da companhia mantiveram rodada de contatos com gestores do governo matogrossense.
A companhia quer expandir sua atuação fora dos EUA com foco não só na fabricação de biocombustível, mas na produção de DDGS, ou farelo de milho com alto teor proteico para bovinos, suínos e aves.

3

Liberação de licenças para usinas produzirem etanol de milho em Mato Grosso são cobradas em fórum
A liberação de licenças que permitam usinas produtoras de etanol transformarem milho em biocombustível foi o principal ponto cobrado pelo setor produtivo do cereal em Mato Grosso na abertura do Fórum Mais Milho, que ocorreu em Cuiabá no dia 9 de dezembro de 2016.

O Estado deverá na segunda safra 2016/2017 produzir cerca de 26 milhões de toneladas, das quais cerca de 4 milhões de toneladas são consumo interno de Mato Grosso.

De acordo com o vice-presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Milho (Abramilho), Glauber Silveira, hoje 1% do etanol produzido no Brasil vem do milho. Em Mato Grosso, 15% do biocombustível usado para abastecer os carros é etanol de milho.

4

Especialista da Usimat, pioneira na produção do etanol de milho, trará panorama sobre a produção durante curso

Vital Nogueira, gerente industrial da Usimat, apresentará durante o Curso de Diversificação e Máximo Aproveitamento Agroindustrial um panorama sobre a produção de etanol de milho na unidade, além de amplas informações sobre o conceito de Usina 360. Para mais informações sobre o curso acesse o site da ProCana/Sinatub.