Etanol chega ao menor valor do ano

Com queda acentuada nos últimos quatro meses, o litro do etanol nos postos de Sorocaba chegou ao menor valor do ano, sendo vendido a menos de R$ 2,00 na primeira semana de junho. Quem é cliente cadastrado em um clube de vantagens de um hipermercado que fica no Jardim Santa Rosália pagou R$ 1,99 o litro no início do mês. Segundo a Agência Nacional de Petróleo, de janeiro a junho de 2017, o preço médio do etanol na cidade caiu 17,5%, e passou de R$ 2,73 em janeiro para R$ 2,25 na primeira quinzena de junho.

Em alguns postos da cidade, o litro do etanol era vendido ontem a R$ 2,04 (menor valor) e a R$ 2,29 (maior valor), em estabelecimentos localizados na avenida Engenheiro Carlos Reinaldo Mendes. Com a proporção atualmente de 67% do valor do litro da gasolina, o etanol voltou a ser vantajoso em Sorocaba, pois vários estabelecimentos vendem o combustível por menos de R$ 2,10 desde o início do mês. O rendimento do motor com o etanol é um pouco menor do que quando abastecido com gasolina.

De acordo com o levantamento de preços feito em junho em 26 postos de Sorocaba pela ANP entre 11 a 17 de junho, o preço médio do etanol na cidade é R$ 2,25, já o valor mínimo é de R$ 2,09 e o máximo R$ 2,49.

Para o presidente regional do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo de Sorocaba (Sincopetro), Jorge Marques, a redução no valor do litro do etanol na cidade é reflexo direto da safra da cana-de-açúcar, que começou no final de abril e segue até o final de setembro, período em que o preço do combustível deve permanecer mais barato. Ele explica ainda que a pesquisa da ANP é um pouco defasada e nem sempre reflete o preço real praticado nos postos. “Como o levantamento é feito semanalmente, às vezes quando a pesquisa é divulgada os valores já estão mais baixos, como ocorre atualmente em Sorocaba”, afirma.

Gasolina

Marques diz ainda que com a migração dos consumidores para o etanol neste período, além da queda no preço do álcool anidro, que corresponde a 27% da composição da gasolina, o preço do litro do combustível derivado do petróleo também está caindo. “Na semana passada, a Petrobras anunciou a redução do preço médio nas refinarias em 2,3% para a gasolina e em 5,8% para o diesel. Foi a segunda queda em 20 dias, em função do preço do barril de petróleo, cujo valor, cotado em dólar, também caiu. E em alguns postos da cidade o litro da gasolina já está mais barato e é vendido a R$ 3,09”.

Os gerentes de postos de Sorocaba acreditam que o preço do etanol poderá baixar ainda mais. É o caso do gerente de um estabelecimento na avenida Engenheiro Carlos Reinaldo Mendes, Lenildo da Silva. Ele disse que o combustível era vendido há 15 dias a R$ 2,09, e recentemente baixou para R$ 2,04, valor somente para pagamento em dinheiro, ou na opção com cartão de débito.

Consumidor acompanha variação de preço

A funcionária pública Flávia Renata Ribeiro sabe na ponta da caneta quanto gasta por mês para abastecer o veículo. Ela anota em um caderno todos os gastos, cada vez que para em um posto. “Desde que eu comprei esse carro, em 2011, eu anoto quanto gasto com combustível e o preço do litro do etanol. Faço isso porque sou sistemática e anoto tudo. É importante saber quanto pagamos pelos produtos que compramos”.

As anotações dela, por exemplo, mostram que no início de janeiro deste ano ela pagou R$ 2,40 pelo litro do etanol em Sorocaba. Já na segunda quinzena de janeiro e na metade de fevereiro, Flávia pagou R$ 2,50 pelo litro do combustível, o valor mais caro que ela pagou em 2017. Os números anotados por ela no caderno, mês a mês, mostram que o menor preço pago foi R$ 2,04, ontem de manhã. “Eu só abasteço o carro com etanol. Acho o preço melhor e acredito que o combustível é melhor para o meio ambiente que a gasolina”.

Pelos dados anotados pela funcionária pública ainda é possível comparar os valores do litro do etanol no mesmo período do ano passado. Segundo os preços no caderno dela, em junho de 2016 Flávia pagou pelo litro do combustível praticamente os mesmos valores em junho de 2017. No dia 4 de junho do ano passado ela pagou R$ 2,03 e no dia 19 do mesmo mês R$ 2,00.

O eletricista Carlos Ribeiro Silva, 44, também prefere abastecer com etanol porque usa o carro para trabalhar e costuma rodar bastante. “Eu acho o etanol mais vantajoso, então prefiro abastecer o carro com esse combustível”.

X