Etanol aumenta 18% e atinge maior valor registrado na história

Com a variação repentina, muitos motoristas se questionam se abastacer com gasolina já é mais vantajoso. Estudos mostram que não vale a pena abastecer com álcool quando o preço exceder 70% da gasolina. Para fazer o cálculo, basta dividir o preço do litro do álcool pelo da gasolina. Se o resultado for menor que 0,70, o álcool é a melhor opção. O preço da gasolina, em Ribeirão Preto, varia entre R$ 2,49 e R$ 2,64. Mesmo com o valor mais alto praticado, o resultado da conta aponta 0,71, o que mostra uma ligeira vantagem para o etanol.

Em janeiro do ano passado, o litro do etanol também chegou a R$ 1,89 na cidade, mas na época, segundo levantamento do Centro de Es tudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da USP, o produto saia das usinas a R$ 1,20. Hoje, o valor é de R$ 1,16. O Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras informou que não comenta a variação de preços porque o mercado de combustíveis é livre.

Para o diretor do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo (Sincopetro), o aumento para o consumidor ocorre em “efeito cascata” e o período de entresafra na produção é o principal vilão.

“Estamo repassando aumento que tivemos das distribuidoras. As distribuidoras contaram com o aumento das usinas e estamos repassando para a bomba”, explica Adolfo Oliveira.

X