Estudo revela crescimento anual de 6,6% no reaproveitamento de resíduos, como o bagaço

O reaproveitamento de resíduos da produção industrial como combustíveis para a própria indústria, como ocorre em petroquímicas e no segmento sucroenergético, deverá crescer 6,6% por ano. A informação é do estudo da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), vinculada ao Ministério de Minas e Energia.

O consumo de energia elétrica no Brasil crescerá, em média, 4,8% ao ano até 2020. A pesquisa, feita com base numa projeção de crescimento da economia brasileira de 5% ao ano, divulga que o consumo passará de 456,5 mil gigawatts-hora (GWh) em 2010 para 730,1 mil GWh em 2020.

Segundo a EPE, o setor que mais deve crescer é o comercial, com taxa média anual de 6%. Já os setores industrial e residencial devem crescer 4,8% e 4,5% por ano, respectivamente.

O estudo também prevê ganhos de eficiência no consumo de energia elétrica, o que poderá gerar uma economia de até 33,9 mil GWh no ano de 2020, isto é, 4,5 mil megawatts (MW) médios, o mesmo que será gerado, em média, pela Usina Hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu, no Pará.

X