Estiagem prejudica safra do Mato Grosso

Foi por volta de 15 de dezembro que o Mato Grosso encerrou a moagem de cana da safra 2010/2011. Mas esse ciclo ficou marcado na memória do diretor executivo do Sindalcool/MT, Jorge dos Santos. “Tivemos a maior estiagem dos últimos 35 anos, já que não choveu nada entre maio e novembro, período em que chove até 400mm. Com otimismo, conseguiremos repetir os resultados de 2010 em 2011”, afirma Santos.

O estado do Mato Grosso moeu 13,66 milhões de toneladas de cana, produziu 446 mil toneladas de açúcar e 857 milhões de litros de etanol.

Jorge dos Santos afirma que o Mato Grosso sofreu uma quebra de produtividade na ordem de 3,2% e de 9,3% de perda de matéria prima. “Estive nas unidades em outubro e novembro e fiquei preocupado pois a cana estava no chão devido a seca, não desenvolveu nada. Em Barra dos Bugres, por exemplo, a chuva chegou somente no final de dezembro e início de janeiro. Devido o regime de chuvas, dificilmente avançamos a moagem”, lembra.

X