Estação Experimental de Camaratuba tem sua área de plantio renovada em 20%

img4634

A Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan) conseguiu renovar 20% da área de plantio de novas variedades conservadas na Estação Experimental de Camaratuba, uma área mantida pela associação através de convênios com órgãos federais e estaduais no município de Mataraca (PB).

Segundo o engenheiro agrônomo da Asplan, Vamberto de Freitas, o trabalho de renovação atingiu 18,86 hectares dos quase 100 hectares cultivados no local. Com a seca que castigou os canaviais nordestinos nos últimos meses e a queda de cerca de 20% da produção canavieira na Paraíba, o segmento tem muito que comemorar com ao anúncio da renovação dessa área de plantio de variedades consideradas promissoras.

Através da implantação de novas variedades, a expectativa é de que em breve haja uma cana-de-açúcar mais forte e produtiva, sendo mais resistente a pragas, com um bom teor de sacarose e ainda mais adaptável ao clima quente da região nordestina. De acordo com Vamberto de Freitas, dentre os clones RBs adquiridos pela Estação Experimental através de um convênio técnico com a Estação experimental de Carpina (PE), pelo menos dois clones estão apresentando ótimos resultados.

“A RB 2754 e a RB 1003 estão correspondendo às nossas expectativas e, dentro em breve, teremos variedades bastante interessantes tanto do ponto de vista agrícola quanto do ponto de vista industrial”, disse.

X