Especulações de super safra ‘caem por terra’

Conforme o JornalCana havia antecipado na últimas edições, a prevista

super safra não acontecerá no Centro Sul. Em entrevista coletiva à

imprensa ontem, dia 29, na Agrishow, o ministro da Agricultura, Pratini

de Moraes, anunciou que os números anteriormente anunciados da produção

de cana-de-açúcar para a região Centro Sul não serão alcançados, por

causa da falta de chuvas. “Sobrevooei neste domingo a região de Ribeirão

Preto, a maior produtora de cana-de-açúcar no país e no mundo, e pude

constatar os efeitos da falta de chuvas. Infelizmente, esta safra será

menor do que a anterior, o que significa menos açúcar para exportação”.

disse.

O engenheiro agrônomo, Gilmar Martins, da empresa fornecedora de cana

CFM, concorda com o ministro. “Faz mais de 30 dias que não chove na

região, por isso não há condições climáticas favoráveis para uma super

produção. Algumas unidades já apresentaram quebra de 10%”, frisa .

O açúcar – Pratini de Moraes também afirmou que o Brasil vai ingressar

com uma denúncia à OMC (Organização Mundial do Comércio) contra as

barreiras impostas pela União Européia ao açúcar brasileiro.

A situação do álcool – O ministro Pratini de Moraes, disse que dentro dos

próximos 30 dias, o governo anunciará a adição de 26% de álcool anidro à

gasolina. “Álcool significa emprego, geração e distribuição de renda,

menos importações de petróleo e melhoria do ar que respiramos,

principalmente nas grandes cidades. Por isto o governo federal pretende

aumentar o percentual de álcool anidro à gasolina. Se produzirmos mais

álcool e menos açúcar, melhor para o país”, completou Pratini.

X