Energia não deve subir no meio do ano por seguro apagão, diz ministro

O ministro Francisco Gomide (Minas e Energia) disse não acreditar que haverá um novo reajuste nas tarifas de energia no meio do ano por conta dos repasses para as termelétricas emergenciais. Hoje, os consumidores pagam uma tarifa de R$ 0,0049/kWh na conta de luz para financiar as usinas que servem como seguro contra o apagão.

O valor fixado pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) será revisto nos próximos meses, conforme previsto na regulamentação e há uma expectativa do mercado de que ele será reajustado para cima. (Folha de S.Paulo)

X