Empresas desenvolvem avião movido a combustível derivado de cana

Quatro empresas – duas brasileiras e duas norte-americanas – estão debruçadas sobre um projeto para o uso de um combustível para jatos derivado da cana de açúcar. O combustível não será exatamente o álcool atual, mas a base será a cana. As novidades podem aparecer em dois ou três anos.

A Amyris, uma instituição de pesquisa, desenvolve o combustível. A General Electric adapta o motor ao combustível. Já a Embraer passa a utilizar os motores em seus jatos, enquanto a Azul utilizará as aeronaves e o novo combustível. A Embraer já tem um avião a álcool, o Ipanema, usado para fins agrícolas.

Flash

Vantagem. O avião da Embraer, de 2004, ficou competitivo por causa da queda no preço do

álcool.

X