Empresa descobre novo mercado na África

A África é hoje um potencial cliente para as empresas brasileiras, sobretudo no que o Brasil tem de melhor, a tecnologia em produção de etanol. A Equilíbrio comprovou isso em um encontro recente na cidade de Maputo, em Moçambique.

No evento “Biocombustíveis: Tecnologia Brasileira para a Agroindústria Produtora e Processadora de Cana-de-Açúcar”, a Equilíbrio teve contato com inúmeras usinas de açúcar e álcool não apenas de Moçambique, mas de países próximos como a África do Sul, Uganda, Zâmbia e Tanzânia.

Para Roberta Toledo, responsável pelo Departamento de Comércio Exterior da Equilíbrio, a participação da empresa foi muito positiva. “Fizemos uma apresentação sobre nossas atividades no Brasil e percebemos um grande interesse dos produtores africanos em conhecerem mais sobre a tecnologia da Equilíbrio”, comentou. A empresa produz peneiras rotativas que otimizam a produção das usinas, ventiladores e exaustores para caldeiras e, também, telas em aço inox para diversas aplicações industriais.

Segundo Roberta, durante todos os dias do evento, a Equilíbrio atendeu representantes de usinas locais. “O evento foi amplamente divulgado pela mídia africana e reuniu muita gente interessada. Trabalhamos muito e percebemos uma forte disposição em realizarem negócios com o Brasil”, comentou.

Na oportunidade, a Equilíbrio também visitou algumas usinas em Moçambique, como a usina Açucareira Xinavane S.A, do grupo Tongaat Hullet Sugar, um dos maiores da África.

X