Empresa brasileira vai instalar usina em Portugal

A Sondotécnica S.A. vai inverter a lógica de exportação de álcool combustível do Brasil e implantar uma usina em Portugal, de olho da obrigatoriedade de adição do produto à gasolina na União Européia em 2005.

Os investimentos na unidade são de US$ 1 bilhão para a produção de 400 milhões de litros de álcool anuais.

A matéria-prima, disse o presidente da Sondotécnica, Jaime Rotstein, ainda está sendo estudada. “Podemos utilizar o trigo ou o milho, dependendo da viabilidade técnica de plantio e o custo mais baixo”, explicou. Segundo ele, a capacidade da usina de álcool portuguesa deverá atender somente a demanda do país.

O investimento vai contar com apoio do governo português que quer promover o desenvolvimento do Alentejo, onde deverá ser instalada a unidade.

Segundo Rotstein, a participação do governo português se dará por meio de uma empresa subsidiária da estatal de energia do país, EDIA – Empresa de Desenvolvimento e Infra-Estruturas do Alqueva.

A previsão é de que a unidade já esteja operando em 2005, quando a obrigatoriedade da mistura entrará em vigor. “É um nicho de investimentos que começa a ser pensado, principalmente pelo apoio estatal dos países da União Européia visando melhorias ambientais, mas que ainda não registra muitos participantes efetivos, apenas boas intenções”, avalia um analista de mercado.

X