Em dez meses, preço do etanol sobe quase 5% em Natal

Nos dez primeiros meses de 2010, o preço do etanol comercializado nos postos de gasolina de Natal subiu 4,94%. Este é um dos resultados da pesquisa mensal de combustíveis realizada pelo Procon Natal que constata também alta de 4,6% no gás de cozinha, além das altas de 4,33% e 1,38% na gasolina e no diesel, respectivamente, durante o mesmo período. Já o gás natural veicular (GNV) teve uma pequena retração de 0,09% de janeiro a outubro. Segundo o Procon, os índices de variação do etanol, da gasolina e do gás de cozinha ficaram acima da inflação medida pelo INPC, que até setembro indicava 3,79%.

A pesquisa foi feita nos dias 18 e 19 deste mês junto a 128 postos de combustíveis de Natal e de Nova Parnamirim, dos quais quatro estavam fechados no dia da pesquisa.

Nos últimos doze meses a gasolina comum acumula alta de 5,52%, seguido pelo etanol (5,2%), gás de cozinha (4,24%), diesel comum (1,64%) e gás natural veicula r (0,09%). O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPNC) acumula alta de 4,68% nos últimos doze meses.

Estabilidade

Na comparação entre outubro e setembro, os combustíveis permaneceram com preços praticamente estáveis nos postos de Natal. Ligeiras variações negativas foram constatadas no etanol (-0,21%), no diesel (-0,09%) e no gás natural veicular-GNV (-0,14%). Já o gás de cozinha apresentou leve reajuste de 0,22%, enquanto a gasolina permaneceu estável.

O litro da gasolina comum está custando R$ 2,674 (média), praticamente o mesmo preço dos últimos sete meses (R$ 2,675). A diferença entre o maior e o menor preço da gasolina é de 2,66%, ou seja, sete centavos por litro. O menor preço constatado pela pesquisa foi R$ 2,629 (encontrado em um posto) e o maior, R$ 2,699 (praticado por dois postos).

Os preços mais comuns são R$ 2,690, praticado por 59 postos (47,6%) e R$ 2,660 (51 postos ou 41,1%). Ou seja, 88,7% dos postos pesquisados praticam apenas dois preços (R$ 2,660 e R$ 2,690) para a gasolina.

Etanol

O etanol custa R$ 1,955, contra R$ 1,959 vigente em setembro de 2010 (preços médios), ou seja, a variação ficou abaixo de meio centavo (R$ 0,004). Após atingir o ‘pico’ em fevereiro de 2010, quando o valor médio chegou a R$ 2,204, o preço tem caído nos últimos oito meses, mantendo-se estável.

Hoje o preço do etanol corresponde a 73,1% do valor da gasolina, o que significa que, no momento, não é vantagem para o consumidor que possui veículo flex, abastecê-lo com etanol; para ser vantajoso para o consumidor, o preço do etanol deve ser, no máximo, 70% do valor da gasolina.

A diferença entre o maior (R$ 1,999) e o menor preço (R$ 1,840) é de 8,6%, e o preço mais comum é R$ 1,990 (58 postos, ou 47,1% dos postos pesquisados).

X