El Niño provoca seca e calor no Nordeste

O fenômeno climático El Niño já está presente na região Nordeste, provocando seca e muito calor, com previsão de aumento de temperatura entre dezembro e fevereiro. O coordenador do Observatório Antares, em Feira de Santana, na Bahia, Gemicrê Nascimento, explicou que o fenômeno já está caracterizado, com sol forte, seca e calor na região Nordeste e cheias no Sul.

O El Niño ocorre em conseqüência do aumento acima da média da temperatura na superfície das águas do mar na costa leste da América do Sul durante o Verão. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), foram observadas condições favoráveis ao El Niño desde o mês de setembro. A partir desse período, as mudanças continuaram acentuadas, com as condições atmosféricas e oceânicas revelando a presença do fenômeno.

Conforme o Instituto, as previsões indicam que as condições que estão intensificando a presença do fenômeno irão continuar até o início de 2003. Estudos das condições climáticas de setembro e outubro desenvolvidos pelo International Research Institute for Climate Prediction dos Estados Univos revelam o aquecimento mais intenso das águas do Pacífico na costa do Peru e Equador. No Brasil, o ápice dos efeitos está, conforme o estudo, previsto para final de dezembro. (Correio da Bahia)

X