El Niño é esperado e alertas já foram emitidos em todo o mundo

dnews-files-2013-02-el-nino-image-jpg
Austrália permanece em alerta com a aproximação do período do El Niño, apesar da provável desaceleração no aquecimento do Oceano Pacífico, o que poderia adiar o início do evento meteorológico, que traz seca para a região Ásia-Oceania, além de chuvas mais pesadas que o habitual, para a América do Sul, de acordo com a Bloomberg.
Embora possa chegar mais tarde, o El Niño provavelmente irá se desenvolver até  primavera, que começa em setembro, na Austrália, de acordo com o ” Bureau de Meteorologia” em seu site hoje.
Mercados agrícolas do mundo todo são afetados e preços podem oscilar com quedas severas, devido à problemas nas plantações com a seca ou excesso de chuva. Meteorologistas dos EUA para as Nações Unidas também alertaram, que o evento tem grande chance de acontecer ainda este ano.
A Goldman Sachs Group Inc., prevê que grandes impactos podem ser sentidos nos mercados de cacau, café, açúcar e óleo de palma. Culturas de inverno, como o milho do Brasil pode enfrentar perdas devido à chuva.
X