Editorial

Produção de vegetais A mamona de Canto do Buriti se acha ameaçada de aproveitamento na produção dos cosméticos e não mais como matéria-prima para a rica produção de biocombustíveis.

No centro da grande batalha em favor dos biocombustíveis, sempre estiveram a mamona, a soja, a palma, o girassol e mais duas ou três plantas oleaginosas, cuja maior característica tem sido, na aridez de certas partes do Nordeste, a resistência ao calor e a adaptação à maioria dos nossos solos ressequidos. Já vocalizamos, aqui, a esperança de não poucos nordestinos no aproveitamento da mamona, por exemplo, como fonte que se diria relevante para a produção da matéria prima destinada a substituir a queima sempre que possível dos combustíveis fósseis pela dos biocombustíveis. O governo federal chegou a mobilizar terras e homens no município de Canto do Buriti, sito a 470 quilômetros da capital do Piauí, Teresina. Fundada na esperança trazida p! ela mamona, criou-se uma empresa denominada “Brasil Ecodiesel”, a qual teria por missão adquirir o óleo que se colhesse da mamona então estimulada, a fim de transformá-lo em biocombustível para uso generalizado em automóveis, caminhonetes e caminhões de baixa cilindrada.

Sucede que a primeira safra dessa mamona industrializável veio de ser um êxito a toda prova, mas, nas safras subsequentes, observou-se tamanha queda na produtividade dos plantios que os prejuízos derribaram a vitalidade da empresa a que nos referimos acima. Paralisou-se a produção da usina do biodiesel da mamona instalada noutro município do mesmo estado do Piauí, Floriano. A acumulação de débitos na usina fez com que os proprietários parassem os investimentos na mamona, seguindo-se a liberação dos agricultores para que viessem a plantar o que quisessem, sobretudo o feijão.

Diz a crônica daquele lugar piauiense que a fábrica em Floriano deslocou o esforço produtivo para a obtenção do biocombustível! , todavia, tirado da soja, não da mamona, ou do girassol, ou da palma. Entretanto, esse combustível de Floriano seria obtido durante apenas alguns meses do ano, não de todos. Veja-se como pequeno equívoco no cálculo econômico a que foi submetida a mamona terminou por despojar o país de uma grande experiência talvez rica em resultados. O equívoco consistiu em ter o óleo da mamona como insumo mais caro que o próprio biodiesel livremente vendido nas praças.

Quando se apela, exageradamente, para que o lado econômico financie solicitações sociais de uma só vez, com desatenção para a obrigação empresarial, que persegue o lucro, o resultado é esse da Fazenda Santa Clara do município piauiense Canto do Buriti: o resultado é o prejuízo um atrás do outro, é a insolvência, é o sacrifício do empreendimento. Antes de oferecer resultados tangíveis, isto é, contabilmente expressos, não deveria logo de início a empresa incentivada ter como gravame das operações o pagamento de determina! das despesas que estavam além da sua capacidade financeira. A mamona de Canto do Buriti se acha ameaçada de aproveitamento na produção dos cosméticos e não mais como matéria prima para a rica produção de biocombustíveis.

Por seu turno, os 17 mil hectares, que se destinavam ao suprimento da fábrica de biocombustíveis, irão ser aproveitados num programa dereforma agrária, beneficiando os agricultores que mourejam naquela área.

“O segredo do universo, que se reside no milagre de uma gota de água ou no sorriso de uma madona de Rafael, Renoir celebrava-o na luz de um detalhe aparentemente sem maior significação”.

Assis Chateaubriand – (in “Gafes e má educação paraibanas” – 13.8.1948)

Frases

“Estamos registrando a nossa indignação, mas não espero muita coisa a nosso favor”.

Técnico interino Maurício Cardoso, brigando para que o horário do jogo do Náutico contra o Flamengo, no domingo, seja mantido para as 15h.

“Até hoje ainda recebo mensagens d! e incentivo. Sinto-me feliz e animado”.

Animador Celso Portiolli, que passou a comandar o programa Domingo Legal no SBT após a ida de Gugu para Record.

“Não é só a chama da lembrança, é também a chama da esperança”.

Presidente Nicolas Sarkozy definindo a amizade da Alemanha e França como um tesouro que deve ser preservado.

X