DuPont realiza 15ª Cedutec em Ribeirão Preto

Novas tecnologias para controle de plantas daninhas na cultura da cana-de-açúcar norteram a 15ª edição do Cedutec (Centro DuPont de Tecnologia Canavieira), promovido pela DuPont Brasil, dia 12 de setembro, em Ribeirão Preto, SP. O evento anual reuniu pelo menos 150 profissionais do setor sucroalcooleiro do interior paulista.

O Cedutec Regional discutiu as novas tecnologias de controle que a empresa está preparando para as próximas safras, o que, segundo a empresa, vai garantir aumento de produtividade da cana-de-açúcar. Durante o encontro, o gerente de marketing para cana-de-açúcar da DuPont, engenheiro agrônomo David Tassara, falou com exclusividade ao JornalCana.

Tassara antecipou informações sobre as novas tecnologias de herbicidas que serão apresentadas ao mercado a partir do ano que vem. Ele salientou que a companhia também quer ampliar sua participação nos demais segmentos de produtos agroquímicos voltados a cultura da cana.

“A DuPont anunciará uma série de investimentos em tecnologias, que privilegiarão o fomento da produção de açúcar, etanol e energia. Este setor concentra as principais estratégias de negócios da companhia na área agrícola, em sintonia com o potencial do mercado mundial de combustíveis renováveis, que é liderado pela cadeia produtiva brasileira da cana-de-açúcar”, disse Tassara.

Atualmente, a companhia comercializa os herbicidas Velpar K®, Advance®, entre outros, especialmente para a cultura de cana-de-açúcar. No entanto, de acordo com Tassara, os negócios no segmento serão ampliados, sobretudo, através da inovação aplicada ao portfólio de produtos. “A companhia promoverá uma verdadeira revolução tecnológica no campo já a partir do próximo ano”, disse.

Uma das inovações, que ainda está em fase de testes, é o inseticida Altacor®, que terá tecnologia da molécula Rynaxypyr®. De acordo com a empresa, ao contrário da maioria dos inseticidas conhecidos no campo, o Altacor não age no sistema nervoso de insetos e pragas e sim no sistema muscular.

“Com propriedades diferenciadas como ação rápida, eficiente controle com efeito residual prolongado e outras características como a necessidade de baixa dose, o novo produto assegura a sustentabilidade ambiental”, disse o executivo.

Dois novos herbicidas também serão lançados. O Velpar® Max possui formulação mais concentrada e alta estabilidade, que agrega eficiência no controle de plantas daninhas nos canaviais. Já o herbicida Front® oferece controle superior de plantas daninhas na cana soca-seca, especificamente em épocas de estiagem, além de ganhos na relação custo-benefício do tratamento”, disse Tassara.

A companhia disse que manterá e ampliará seus esforços na área de maturadores para cana-de-açúcar, insumos que aceleram a colheita e a moagem da cana pelas usinas. Segundo Tassara, o maturador Curavial®, por exemplo, ocupa representativa fatia de participação do mercado. “Seu uso tem crescido anualmente em virtude da consistência dos resultados”, finalizou Tassara.

X