Dona de usinas, São Martinho quer aumentar o capital

sA companhia sucroenergética São Martinho, controladora de três usinas de cana-de-açúcar no interior paulista e sócia da Petrobras Biocombustível (PBio) na Nova Fronteira Bioenergia, que controla usina em Goiás, quer aumentar o capital social em R$ 133,6 milhões.

A proposta do aumento de capital será avaliada pelos acionistas em assembleia programada para 29 de julho próximo na sede da empresa, no município de Pradópolis (SP).

Segundo o presidente do Conselho de Administração da São Martinho, Luiz Antonio Cera Ometto, o aumento de capital social ocorrerá sem a emissão de novas ações ordinárias nominativas e sem valor nominal. Para tanto, haverá alteração do artigo 5º do  Estatuto Social da companhia.

 

 

X