Dólar a R$ 3 não vai favorecer a maioria dos exportadores

O economista professor da Universidade de Princenton, José Alexandre Scheinkman, que participara em São Paulo do Latin American Meeting of The Econometric Society (Lames), diz que nem para os exportadores, na atual conjuntura, um dólar no nível de R$ 3,00 é bom. “A instabilidade e o nervosismo é muito grande e amanhã esse dólar pode estar mais barato, ou mais caro, e a incerteza não é boa para os exportadores”. Ele diz que o medo das pessoas é que faz com que elas queiram se livrar de suas dívidas em dólares ou que os investidores queiram tirar seu dinheiro do Brasil, o que acaba provocando um aumento grande da demanda por dólar à vista, pressionando o mercado. Scheinkman diz que o Banco Central está fazendo o que pode e acha saudável que ele gaste suas reservas para segurar o dólar. “Reservas são feitas para serem usadas, se não seriam feitas de dólares falsos que são muito mais baratos”. (Gazeta Mercantil)

X