Disputa política pela Agrishow irrita Roberto Rodrigues

O ex-ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, pediu demissão da presidência do Conselho Consultivo da Agrishow, principal feira do agronegócio da América Latina, realizada há 15 anos em Ribeirão Preto, SP. Ele afirma que a disputa entre Ribeirão e São Carlos para sediar a feira “transcendeu a questão organizacional e atingiu uma dimensão política”.

Rodrigues lamentou o fato de ter ficado à margem das discussões e garante de seu pedido de demissão é “em caráter irrevogável”. A Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), organizadora da Agrishow, quer levar a feira a São Carlos em 2010, como parte de um projeto maior batizado de Cidade da Bioenergia.

Ontem (8), a Prefeitura são-carlense assinou o convênio para construção da Cidade da Bioenergia, na sede da Abimaq. O Governo Federal vai liberar R$ 53 milhões para melhorias de infra-estrutura de São Carlos. Já a Embrapa Agropecuária cedeu um terreno de 240 hectares em comodato de 50 anos para construção do empreendimento. A Abimaq investirá R$ 25,5 milhões.

Com todos os indicativos favoráveis à São Carlos, políticos ribeirão-pretanos, apoiados pela iniciativa privada, já se mobilizam para criar um evento com a mesma importância da Agrishow. A prefeita eleita de Ribeirão, Dárcy Vera (DEM), afirma que a “haverá concorrência, pois Ribeirão vai manter uma feira do mesmo porte”.

Já o deputado federal Duarte Nogueira (PSDB) afirmou que a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado (SAAE) vai manter o uso da atual área da Agrishow para realização de uma feira com perfil mais agrícola, com participação de setores de sementes, defensivos, adubos, melhoramento genético, tecnologia, além da participação de instituições de crédito para produtores.

X