Diplomatas recém-formados conhecem tecnologia canavieira

Setenta diplomatas recém-formados pelo Instituto Rio Branco participam, a partir desta sexta-feira, 26 de novembro, do Programa de Imersão no Agronegócio, promovido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), em parceria com o Ministério das Relações Exteriores (MRE). Durante uma semana, eles visitarão oito cidades brasileiras no Rio Grande do Norte, São Paulo, Goiás e Minas Gerais para conhecer de perto setores estratégicos nesta parte da economia nacional. Entre as visitas programadas estão propriedades canavieiras, para conhecimento da tecnologia aplicada à produção de cana-de-açúcar, além da genética bovina e um encontro com representantes dos principais setores exportadores do agronegócio.

Estão programadas ainda visitas às propriedades produtoras de frutas e grãos, fazendas e unidades de processamento de carnes bovina, suína e de frango. Os diplomatas conhecerão também o Porto de Santos, onde está localizada importante unidade de vigilância agropecuária de trânsito internacional de alimentos ou insumos comercializados pelo País.

O programa de imersão contribuirá para que os diplomatas se familiarizem com o agronegócio e conheçam os controles oficiais que garantem a qualidade do produto agrícola. Dessa forma, quando assumirem suas missões, poderão facilitar a solução de eventuais problemas burocráticos no comércio exterior. Esta é a terceira edição da imersão, que já foi realizada com diplomatas lotados em missões brasileiras em outros países e contratados locais de postos estratégicos para o agronegócio nacional, segundo o Mapa.

X