Dilma garante R$ 5 por tonelada de cana a fornecedores do NE

A ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, assegurou, nesta terça-feira (02), a criação de uma medida de subvenção para fornecedores de cana-de-açúcar do Nordeste, que foram penalizadas na última safra. A ação emergencial, que será encaminhada através de uma Medida Provisória pelo Governo Federal à Câmara e ao Senado Federal, consiste no pagamento imediato do valor de até R$ 5,00 por tonelada de cana, já moída ou não, referente à safra 2008/09, e que atinja até 10 mil toneladas por produtor.

O anúncio foi feito pela ministra na sede da Associação dos Fornecedores de Cana de Pernambuco (AFCP), em Recife. Antes do anúncio, centenas de produtores de cana, oriundos de quase todos os estados da Região, estavam prontos para realizar uma manifestação pública para chamar a atenção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, durante sua visita ao Recife, para a grave crise que vive atualmente o setor canavieiro nordestino e as implicações econômicas e sociais que ela acarretará a curto e médio prazo.

O presidente da Asplan (Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba), Raimundo Nonato Siqueira, considerou positiva a decisão do Governo Federal, mas afirma que não é suficiente. “Esse foi um dia histórico, em que o presidente Lula nos deu, através da ministra Dilma Roussef, essa boa notícia. Ainda não é o suficiente, mas amenizará um pouco o prejuízo do fornecedor de cana do Nordeste”.

O secretário-executivo estadual da Agricultura da Paraíba, José Inácio de Morais, que também é produtor de cana, também elogiou as medidas. “Temos que parabenizar todos os envolvidos nessa conquista, pois se não fosse a pressão dos órgãos de classe que aqui estão nada adiantaria. Mas, temos também que agradecer e cobrar por mais melhorias, pois o Governo Federal tem o poder e os recursos, basta apenas a vontade de fazer”, disse.

X