Déficit tecnológico do Brasil aumenta 1.400% em cinco anos

O déficit tecnológico do Brasil, causado pela diferença entre a importação e exportação de tecnologia, cresceu 1.400% entre 1993 e 1998, informou hoje a Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), num relatório sobre a evolução dos índices de tecnologia no país. O déficit das remessas de capital para transferência de tecnologia saltou de US$ 67 milhões em 1993 para quase US$ 1 bilhão ao final de 1998, disse o relatório, que também apontou dados positivos, como a liderança do Brasil em pesquisas na América Latina. O Estado de São Paulo sozinho, em 1998, foi responsável por quase US$ 1 bilhão dos US$ 2 bilhões gastos pelo Brasil para importar tecnologia. Para o professor João Furtado, da Unesp (Universidade Estadual Paulista), um dos autores do segundo volume da série “Indicadores de Ciência, Tecnologia e Inovação em São Paulo 2001”, o estrondoso déficit é ruim, mas não deve ser visto como o fim do mundo. (Folha de SP)

X