Decisão sobre álcool anidro pode levar à redução de preço da gasolina para consumidor

O Sindicato Nacional das Distribuidoras de Combustíveis (Sindcomb) distribui nota oficial nesta sexta-feira prevendo que a alteração do percentual do álcool anidro adicionado à gasolina promovida por portaria interministerial, vigorando a partir de 1º de junho, terá um impacto de R$ 0,01 por litro do combustível na bomba.

Para o sindicato, entretanto, a queda pode ser ainda maior, uma vez que as distribuidoras já estão adquirindo álcool anidro nas usinas produtoras a preços R$ 0,10 mais baixos que antes. “Esperamos que essas empresas possam repassar o custo do anidro, o que levaria à redução do preço da gasolina em mais R$ 0,02 (dois centavos). Caso se confirmem esses repasses, a redução de preço nas bombas chegará a R$ 0,03”, diz a nota. No Rio, a redução poderia atingir valor ainda mais significativo, de acordo com o Sindcomb, caso o estado tivesse corrigido a base de cálculo do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) – ainda fixada em R$ 2,2710 por litro, enquanto o preço médio praticado no estado é de R$ 2,19. Essa correção acarretaria redução de mais R$ 0,025.

X