Crise política deve afetar ainda mais o mercado de açúcar, diz INTL FCStone

Para a consultoria INTL FCStone, a crise política brasileira, agravada com reviravolta na quarta-feira (17/05), deve afetar principalmente o mercado de açúcar.

“Com a elevada participação brasileira na produção (23%) e na exportação (49%) de açúcar, este mercado será um dos mais afetados pela intensificação da crise política no Brasil”, informa a consultoria em nota.

“O contrato #11 na ICE/NY já vem registrando forte queda e pode sofrer ainda mais em caso de maior desvalorização do câmbio brasileiro. Isso é resultado da participação relativamente preços em moeda local no custo de produção”, detalha a nota da INTL FCStone.

“Além disso, a maioria das usinas nacionais possui a opção de destinar sua matéria-prima para o açúcar (majoritariamente exportado) ou para o etanol (vendido em sua maioria no mercado doméstico), levando variações cambiais a afetarem o trade-off entre os dois produtos. Por exemplo: para as usinas do estado de Goiás, a produção de açúcar compensava mais que a de etanol com preços do contrato #11 acima de US¢15,74/lb, considerando preços de ontem [quarta-feira, 17/05]. Com o dólar a R$3,40, a equivalência entre os produtos cai para US¢14,54/lb.”