A crise não é motivo para parar qualquer pesquisa

Dentro do setor sucroenergético, assim como em todas as áreas produtivas, a de pesquisa e desenvolvimento precisa estar sempre ativa e atualizada para viabilizar o crescimento de toda a empresa, trazendo novas tecnologias para o aprimoramento dos resultados.

Disso depende, automaticamente, o próprio crescimento de um país. A crise ora instalada no Brasil jamais pode ser utilizada como desculpa ou pretexto para parar qualquer pesquisa em qualquer país.

Estas são opiniões enfáticas do professor Isaías de Macedo, mestre em engenharia mecânica e consultor e pesquisador colaborador do Nipe — Núcleo Interdisciplinar de Planejamento Energético na Unicamp.

Requisitado e reconhecido como um dos maiores especialistas em sucroenergia, Isaías Macedo lamenta que o setor tenha crescido, de acordo com ele, de forma errática. “Algumas áreas avançaram e outras ficaram estagnadas, sempre em desequilíbrio, passando por crises sucessivas”.

Ele lembra que nem sempre foi assim. “O setor já foi muito forte na área de desenvolvimento, tão forte que o país tinha uma das melhores tecnologias em cana-de- açúcar, em produção e transformação e acabou ficando imbatível no custo de produção”.

Clique aqui para ler a matéria completa.

X