Cotações em baixa fazem Olam deixar negociações com açúcar

As seguidas cotações baixistas do açúcar, que levaram em 2018 a um segundo declínio anual consecutivo, são os motivos alegados pela trading de commodities agrícolas Olam International a anunciar o fechamento de sua mesa de comercialização do produto.

Agências internacionais de notícias destacam o anúncio, feito pelo porta-voz Nikki Barber na terça-feira (09/01).

A decisão da trading, que tem sede em Singapura, ocorre após os contratos futuros de açúcar bruto e branco na ICE terminarem 2018 em seus níveis mais baixos desde 2008, em meio a um superávit global.

Na mesma terça-feira, o açúcar branco para março terminou a 345,40 dólares por tonelada, ante 390,90 dólares um ano atrás.

A Olam, que possui duas usinas de açúcar na Índia e esmaga mais de 1 milhão de toneladas de cana, é a mais recente trading do setor a reduzir ou vender negócios.

X