Cosan termina trimestre fiscal com lucro 83% menor, de R$ 27,9 milhões

A Cosan encerrou o terceiro trimestre fiscal com lucro líquido de R$ 27,9 milhões, ou 83,3% abaixo dos R$ 167,1 milhões somados no exercício anterior. Esse resultado reflete um aumento dos custos, principalmente o impacto proveniente da quefra de safra da cana-de-açúcar, “além de maior originação de açúcar para revenda, com menores margens de contribuição unitária”.

O lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (Ebitda, na sigla em inglês) ficou em R$ 410,5 milhões, com queda de 16,3% perante os R$ 490,4 milhões do terceiro trimestre fiscal de 2010. A margem Ebitda caiu para 8,7%, contra 12,9%.

A Cosan apontou que o Custo dos Produtos Vendidos (CPV) totalizou R$ 4,160 bilhões no trimestre fiscal, em comparação a R$ 3,340 bilhões no mesmo intervalo do ano anterior. Notou ainda que as despesas com vendas subiram 24,1%, para R$ 271 milhões, e as despesas gerais e administrativas tiveram alta de 12%, para R$ 132 milhões.

Ainda no terceiro trimestre fiscal de 2011, a receita operacional líquida somou R$ 4,738 bilhões, passando os R$ 3,8 bilhões de igual período do calendário antecedente. “Este aumento de 24,7% reflete o crescimento em todas as unidades de negócio, através do aumento de capacidade de produção e do volume vendido e serviços prestados”, explicou a empresa.

X