Consultor empresarial diz que açúcar de cana é alimento, adoçante não

O recém lançado adoçante para crianças da marca Vepê, já está nas gôndolas dos supermercados do Brasil, sendo considerado um alimento. Segundo Luiz Gonzaga Bertelli, consultor empresarial, o fabricante deveria registrar o edulcorante como medicamento, e não como alimento. “Essa empresa está fazendo uma propaganda enganosa, pois conforme a literatura médica, o açúcar de cana – sacarose, é indispensável para a alimentação das crianças e seu desenvolvimento físico e mental”, frisa.

Bertelli explica que a revista Veja divulgou que a venda de produtos sem açúcar cresceram aproximadamente 900% nos últimos 10 anos, com previsão de faturamento de US$ 7 bilhões em 2003. “Para o seu consumo, é necessária supervisão médica, aliás como sucede na expressiva maioria das nações desenvolvidas”, lembra.

X